FANDOM


Respostas
Lista de respostas dos diálogos do Episódio 5 (University Life) do jogo Amor Doce.

Respostas em verde: o loveô aumenta.
Respostas em laranja: o  loveô não muda.
Respostas em vermelho: o loveô diminui.
Respostas em preto: resultado ainda não confirmado.

Paqueras

Hyun

"Oi, sei que você vai estar sozinha hoje no café. Desculpe te impor isso. Com a minha febre, não estou conseguindo me levantar. Mas eu posso responder seus SMS, se você precisar de ajuda. Não se esqueça disso."
A. (Ele é mesmo um doce!)
B. (Ele está exagerando.) 

Já tomei o que precisava para fazer baixar a febre. Vai ficar tudo bem.
A. Assim não dá... Você deveria voltar e descansar!
B. Você não confia em mim? Estou dominando, sabia?...

(...)
A. Não entendo! Ela estava funcionando bem hoje de manhã! O que foi que você fez?
B. Droga! Como é que eu vou fazer hoje à tarde?

...Eu só quis limpar a máquina e tropecei... levando a máquina em questão...
A. E você não se machucou?
B. Nossa, mas se eu não tiver mais máquina para fazer o café, conheço alguém que vai acabar espumando...

Aliás, você... Você não está usando o seu.
A. Pois é... Esqueci completamente!
B. Admito que não quis colocá-lo hoje de manhã.

Se respondeu B: (...)
A. Não conta pra ela, hein?
B. Eu sei, eu não devia... São as cores e o logo do café... Vou colocar na semana que vem.

Normalmente, é o que a gente vende durante uma semana inteira! Ela deve ter se enganado.
A. Não acho que ela tenha se enganado, não... Ela sabe muito bem o que faz.
B. Talvez...

Vai ficar tudo bem...
A. Você está doente. Você não deveria ter vindo. Eu te falei!
B. Posso fazer alguma coisa pra te ajudar? Você não pode ficar assim. Quer que eu chame o SAMU?
C. Hyun, volta pra casa pra descansar!

Se respondeu C: É, você tem toda razão, mas... Eu não queria que você ficasse sozinha hoje... Eu queria te ajudar.
A. Hyun... Você se esforça demais. Se eu precisar da sua ajuda, eu vou saber pedir. Mas hoje você precisa se cuidar.
B. Gentileza sua, mas eu vou me virar sozinha.
C. Eu não pedi a sua ajuda, Hyun...

Por aqui, não tem. E não tem remédios aqui. Não tem importância.
A. (Tentei medir a temperatura, colocando minha mão na testa dele.) IMAGEM
B. (Eu me levantei para ver se tinha alguma coisa atrás do balcão que pudesse ajudá-lo.)

Priya

Por que você não entra, dizendo que a festa acabou? É o seu quarto também, querendo ou não.
A. Sim, é exatamente o que eu vou fazer! (aconselhável)
B. Pff... Não estou a fim de discutir de novo com a Yeleen...

Se respondeu A: Sim..?
A. Vocês vão demorar para terminar a "festinha" de vocês? Eu gostaria de recuperar minha parte do quarto.
B. Vocês estão fazendo um barulho impossivel, e a porta estava trancada com a chave na fechadura. Eu não estava conseguindo entrar.
Se respondeu A:(...)
A. Então, por acaso vocês vão demorar ainda, ou eu vou poder recuperar meu quarto logo?
B. E, além de tudo, você fez de propósito!

Se a minha colega de quarto não for contra a ideia, e se você concordar, a gente pode se arranjar para trocar de quarto.
A. Não estou nem um pouco a fim de falar com o Responsável Administrativo.
B. Não tenho muita certeza de que seja uma boa ideia.
C. Eu adoraria comartilhar o quarto com você.

Eu falo de São Francisco e das pessoas que conheci lá, na verdade. Mas a história não se baseia só nela.
A. Você fala com ela com frequência?
B. Eu poderia ler?

Que pena... Então, se eu não for, eu dou uma passada lá para te dar um oi e um apoio moral.
A. Seria ótimo!
B. Não se preocupe. É bem provável que eu esteja bastante ocupada...

Castiel

Relaxa, sou só eu.
A. N-não, fiquei surpresa, só isso!
B. Não é todo dia que o cantor do Crowstorm vem aqui para tomar um café!

A garçonete é tão catastrófica assim? Ela espanta todos os clientes?
A. De jeito nenhum. É que ainda está cedo. Eles não devem demorar pra chegar.
B. Deve ser isso. Sou uma verdadeira catástrofe ambulante.

Bom, se o café for bom, talvez eu coloque um comentário positivo no site de vocês.
​​​​A. É sério? Seria ótimo!
B. Não se esqueça de mencionar a garçonete incrível que preparou para você o melhor café do mundo.

E também, parece que é o único café que não está lotado desde cedo... É melhor quando dá para tomar um café da manhã tranquilo.
A. Sim, acho que aqui você não vai ser seguido por uma tropa de fãs.
B. Celebridade é isso! Você deveria esperar por esse tipo de coisa, não?

Imagino...
A. E você? Você vive da sua música? De qualquer jeito, se me lembro bem, você não estava muito na ótica de retomar os estudos.
B. Não te incomoda estar o tempo inteiro na estrada e não poder mais ver o pessoal antigo da Sweet Amoris?

Com o ritmo das turnês, estou seguindo parcialmente o curso à distância. Então, não vou com muita frequência à faculdade. É pouco provável que a gente se encontre por lá.
A. Que pena, seria legal.
B. Ok, entendi. Mas que ótimo que o grupo funciona bem e que você pode seguir seu caminho desse jeito.

Você não quer se sentar um segundo? A gente podia conversar um pouco.
A. Bom, eu não deveria me sentar durante o serviço...
B. Hum, por que não?

Preciso dizer que o café é bem bom...
A. Você vai colocar um comentário no site, então?
B. (Eu me limitei a sorrir para ele.)

(...)
A. Aliás, falando nisso, mil desculpas pelo que aconteceu...
B. Ela tinha bebido um pouco, mas foi até engraçado, não?
C. (Prefiro não tocar no assunto.)

Dito isso, eu poderia dispensar alguns comentários, mas não vou fazer tempestade em copo d'água.
A. Eu também preferia que ela tivesse ficado quieta naquela hora.
B. Dito isso, não se pode descartar tudo.

(...)
A. O que foi?
B. (Guardei meu bloquinho e fui para a cozinha para preparar o pedido o mais rápido possível.)

E aí, precisa de ajuda?
A. Bom... Não vou dizer que não. IMAGEM
B. Não se preocupe, vou acabar conseguindo!

(...)
A. Não se preocupe, eu cuido disso.
B. Obrigada, é muita gentileza sua.

(...)
A. Por que você concordou em dar as entradas?
B. Bom... Agora só tenho que arrumar tudo isso...

Se respondeu A: E também, acho que já está melhor, mas ela passou por um momento difícil com a despedida do Lysandre... É o meu jeito de... Sei lá...
A. Então, você tem notícias do Lysandre?
B. ​​​​​​Imagino que para você também não tenha sido fácil...

Quer uma força?
A. Não vou recusar um pouco de ajuda.
B. Não precisa, não se preocupa. Toma tranquilo o seu café. 

Espera, você não vai jogar esse café. Se você puder esquentar, eu posso beber. Vou pagar, claro. Preciso aguentar até a gravação de hoje à noite...
A. Vocês vão gravar uma música hoje?
A. Sim, sem problemas. Vou trazer para você.

Se respondeu A:É...
A. Posso ir?
B. Legal!

(...)
A. Você não quer comer alguma coisa, por acaso? Isso me ajudaria...
B. Você quer algum doce para acompanhar o seu café?

Estou vendo você me olhar com esse ar de quem está cheia de perguntas. Você não para de me sondar. O que você quer saber?
A. Queria saber como vai o seu cachorro, o Dragon.
B. Não, realmente, não estava pensando em nada de especial.
C. Nada, só estou impressionada de ver a que ponto você conseguiu alcançar seus objetivos. Ser cantor te cai bem...
D. Você tem uma namorada?

Se respondeu D: Porra, parece que estou falando com um fã.
A. Talvez eu tenha sido um pouco direta, mas só para saber mais sobre você. Faz tanto tempo que a gente não se fala.
B. Não sou uma fã. Perguntei porque isso me interessa.

Senão o quê?
A. (É melhor eu fazer alguma coisa.)
B. (Prefiro deixar que eles resolvam as diferenças deles.)

De qualquer jeito, segue o meu conselho. Ele não é a melhor companhia.
A. Engraçado. Tenho a impressão de que as pessoas falavam a mesma coisa sobre você, na época da escola.
B. Você tem razão, com certeza.
C. Eu escolho quem eu quiser como companhia.

Nathaniel

(...)
A. (É melhor deixá-lo tranquilo.)
B. (Não pude me impedir de ir atrás dele.) (caminho para a imagem)

Você me seguiu?
A. Sim, eu te segui!
B. O seu jeito agora há pouco na academia... O que está acontecendo, Nath?!

Bom, o que você quer, afinal?
A. Estou vendo que as coisas não estão bem. Só quero achar um jeito de te ajudar.
B. Fala para mim o que está acontecendo.
C. É por causa do seu pai?

(...)
A. Pare de agir assim comigo. Estou tentando mostrar que estou do seu lado. (caminho para a imagem)
B. Fala comigo! Estou tentando entender.

(...)
A. (Eu fiquei olhando ele ir embora.)
B. (Eu o segurei e o forcei a olhar para mim.) IMAGEM

Estou surpreso de encontrar aqui o famosinho da região. Achei que aqui fosse o lugar meio decadente para a criançada da escola.
A. Muito legal para a garçonete do "lugar decadente". (aumenta com o Castiel)
B. Sério que vocês estão na mesma, desde a época da escola? Vocês continuaram com essa briguinha, durante esse tempo todo?
C. Vocês dois poderiam muito bem sentar e beber alguma coisa. Com calma!

Rayan

(...)
A. (Vou sair discretamente da biblioteca.)
B. (Acho que vou falar com ele...)

Se respondeu B: -! Faz tempo que você está aqui?
A. Bem... Vamos dizer que, de certa forma... eu ouvi a conversa.
B. Só alguns segundos...

(...)
A. É verdade, está tarde, estou fechando... Talvez uma próxima vez.
B. Estou quase fechando. Mas posso te servir alguma coisa, caso queira.

Pronto, foi o último... Pena que não tem mais. Nada melhor do que uma atividade manual para arejar as ideias. E bem que eu estou precisando, no momento...
A. É mesmo? O senhor parece pensativo... Está tudo bem?
B. Verdade que é agradável.

Eu preferi poupar vocês de um professor com péssimo humor. Não teria sido muito produtivo. Era melhor colocar minhas ideias em ordem...
A. E o senhor conseguiu? Colocar as ideias em ordem?
B. Isso não foi um problema para mim...

Bom, eu estava conversando com a Melody. Talvez você tenha escutado nossa conversa, não? Estávamos fazendo barulho demais.
A. Não, nada. Eu só ouvi duas vozes um pouco longe. É por isso que eu fui dar uma olhada...
B. É, realmente, eu ouvi alguns trechos da conversa de vocês.

Eu só quero explicar o que está acontecendo...
A. O senhor não me deve explicações.
B. Estou ouvindo.

Melody e eu nos cruzamos numa das ruas aqui perto. Eu devia conversar com ela sobre o comportamento dela na faculdade e....
A. Melody? O comportamento dela? Ela é mais do estilo "aluna exemplar".
B. Ela está paquerando o senhor...?

Vendo que eu cancelei a última aula, ela quis "compensar" as coisas. Eu tentei explicar que ela não precisava fazer isso, mas antes mesmo que eu terminasse, ela foi embora...
A. Entendi... Não se preocupe, a Melody está um pouco à flor da pele, no momento...
B. Ela parecia bem transtornada...

Seria uma besteira deixar um rumor nascer de um mal-entendido.
A. Sim, o senhor fez bem. Reconheço que algumas perguntas surgiram na minha cabeça, quando vi a cena de longe.
B. Entendo.

Seria uma besteira deixar um rumor nascer de um mal-entendido.
A. Isso não deveria ter acontecido e não vai acontecer de novo.
B. Eu não lamento o que aconteceu.
C. Foi estranho... Não sei bem o que pensar.

Mas estou surpreso de te ver sozinha tão tarde aqui no café...
A. Eu não sou mais uma criança, sabe. Eu dou conta.
B. É, eu também não me sinto muito segura, para dizer a verdade.

Mesmo se não deveríamos fazer isso fora de um auditório.
A. "Deveríamos", não quer dizer nada. A gente pode muito bem conversar. O mundo não vai acabar por causa disso. Não estamos fazendo nada de errado.
B. O senhor tem razão...

Rapazes

Alexy

(...)
A. Então, vocês dois... É coisa séria?
B. De qualquer forma... Eu estou vendo que vocês não perdem tempo!
C. Bom... Vou deixar vocês tranquilos, haha. Até mais tarde!

(...)
A. Desculpa de novo! Eu não queria!
B. Ao mesmo tempo, vocês escolheram o auditório! Tem lugar mais discreto que esse.

Então, a partir de hoje à noite, eu volto para o meu quarto.
A. Dá pra sentir a decepção exalando em você.
B. E o Hyun, como ele fez?

Bom, a gente conversou um pouco com ele nesse fim de semana, e eu gosto dele. Ele parece bem próximo da família. É uma pessoa 100% gentileza. Está aprovado!
A. É verdade que ele é um cara legal...
B. Eu ainda não o conheço tanto assim...

(...)
A. Vocês... Fizeram?
B. Pode contar absolutamente tudo!

(...)
A. Tudo bem? Espero que a gente não esteja atrapalhando muito vocês.
B. (Prefiri agir como se nada tivesse acontecendo, enquanto mexia no meu celular.)

Morgan

(...)
A. Mais uma vez, desculpa!
B. Tenho quase certeza de que não consigo ganhar de você nessa modalidade.

Garotas

Chani

E a gente não vem pra ouvir a sua opinião sobre o assunto.
A. Boa! (Dei uma piscada para a Chani.) (diminui com a Yeleen)
B. (Dei uma olhada para a Chani, mas acabei não comentando nada.)

(...)
A. O que você está escrevendo?
B. Estranha essa "aula", né?

Se respondeu A: Oh, eu... Estou procurando um traje para o Hellfest que vai rolar daqui a uns meses. Estou anotando algumas ideias.
A. Você vai ao Hellfest?!
B. Ah, ok!

♥— Caso tenha olhado o caderno de Chani no episódio anterior:

(...)
A. Eu pensei que parecia um desses caderninhos de desenho.
B. Para dizer a verdade, eu vi. Quando você deixou sua bolsa comigo da última vez.

E aí, dormiu bem?
A. Mais ou menos. Tive um sonho estranho...
B. Podia ter sido melhor.

(...)
A. Você nunca chegou a me falar da sua colega de quarto.
B. Ok, boa sorte para ela.

Kim

(...)
A. O Nath tem voltado para treinar?
B. Sabe, eu vi o Nath e a Ambre no show do Crowstorm e... A Ambre não parecia muito bem. Você ouviu alguma coisa a respeito?

Agora ele anda afastado da faculdade. Mas isso não o impede de fazer as "besteiras" dele em outros lugares.
A. De que tipo de "besteiras" você está falando?
B. Tá, entendi. Mas por quê? Por que uma transformação desse tipo?

Nina

Oi, -! A gente tem uma hora livre de uma aula que foi cancelada. Falei para os meus amigos que a garçonete daqui era adorável, então a gente veio para cá.
A. Vocês todos...?
B. Sem problemas, podem sentar!

(...)
A. Mas… Vocês não vão comer nada?
B. Da próxima vez, Nina, tenta vir com um pessoal capaz de se comportar direito à mesa.

Melody

Pfff.
A. Está tudo bem?
B. (Parece que ela não está de bom humor... Melhor deixá-la tranquila.)

Se respondeu A: (...)
A. Pare de ficar fazendo rodeio.
B. Tudo o que eu posso fazer é lembrar que eu estou aqui para te ajudar.

Sim, tudo bem. Estou sem tempo, desculpa. A gente se vê mais tarde.
A. Ok... Até mais!
B. Diz uma coisa. O que aconteceu hoje de manhã, na aula de Arte Contemporânea? Você parecia... contrariada.

Se respondeu B: Foi um mal-entendido. Desculpe.
A. Tem a ver com o Sr. Zaidi?
B. Tem a ver com o seu famoso encontro da última vez?

Rosalya

Você está começando a me deixar com medo. Não lembro disso. E...? O que eu fiz depois?
A. Você deixou a gente na maior situação.
B. E... Você o exibiu na frente de uma boa parte das fãs dele.

Estou contente demais de ver os dois assim! Tenho a impressão de ter cumprido uma missão importante.
A. E eu? Eu passo em segundo plano? Não servi para nada nessa história?
B. É mesmo, eles ficam bem juntos.

Yeleen

(...)
A. Oi, Yeleen.
B. (Não falei nada e fui sentar na minha cama.)

Sim, mas a gente pensou em ficar por aqui. Então...
A. Quando eu convidei meus amigos, você ficou aqui, e isso não foi um problema.
B. Deixa pra lá... Vou me virar em outro lugar.

(...)
A. (Estou bem a fim de colocá-la no lugar dela.)
B. (Coloquei minha bolsa nas costas e fui até a porta, sem dizer nada.)

(...)
A. Obrigada por ter arrumado.
B. (Prefiro não dizer nada. Eu me contentei em me sentar na minha cama.)

Se respondeu A: Você está me agradecendo por uma coisa que é totalmente normal. Você está insinuando, então, que eu não costumo arrumar. Só que eu sou uma pessoa civilizada.
A. Meu Deus, como esgota ter que discutir com você.
B. Eu sei muito bem que é normal arrumar as coisas depois de uma festinha. Mas isso também não me impede de agradecer.

Nunca se sabe. Estou me lembrando de uma história toda errada... A história de uma certa tinta...
A. Não é possível. Você precisa sempre voltar a esse assunto?
B. Sim, sim, já entendi.

Outros

Docete

(...)
A. (Enquanto eu olhava distraída o que tinha no guarda-roupa, deixei meus pensamentos percorrerem as minhas lembranças do show... e do Castiel.) (caminho para a imagem com a Priya)
B. (Enquanto eu olhava meu guarda-roupa, tentei me concentrar na minha missão do dia: cuidar do café com pulso firme.) (caminho para a imagem com o Hyun)

(...)
A. (28N1) (correta)
B. (I18N)
C. (Sei que o Hyun está doente, mas ele me disse que eu podia ligar para ele, se precisasse...)
D. (Vou ligar para Clemence. Prefiro não fazer besteira.)

(...)
A. (Legal, ele é realmente atencioso.)
B. (Ele fica muito na minha cola...)

Clemence

*** Bom. Então, você está na faculdade? Sobre as chaves, você não me respondeu! ***
A. Sim, estou na faculdade. Posso ir buscá-las no café, se você quiser.
B. Sim, estou na faculdade. Não é muito longe, te espero aqui.

Aqui está você! Você vai saber abrir o café, preparar as bebidas, instalar as cadeiras e todo o resto.
A. Bom... Ainda não cheguei a fazer tudo, mas vou fazer o melhor que posso.
B. Sim, claro.

Navegação